As coisas como elas não são

eu gosto dos contos de fadas, eles são exatamente o que eu sonho
eu gosto muito de sonhar.
gosto de ter super poderes, ser a melhor cantora e ainda a garota mais bonita da escola
os sonhos dissem quem realmente gostariamos de ser e infelismente a realidade nos faz aquilo que jamais buscamos ser.
fazer o que ' as coisas como elas não são' poderia ser um livro
com o tema base: 'o mundo não é um conto de fadas, a vida é cruel HA-HA, muito cruel.'
o mundo inteiro está armado até os dentes, os maridos matam as mulheres e as mulheres as vezes matam seus maridos antes deles matarem elas.
acredite, o principe encantado não é tão encantado assim no mundo real.
o dinheiro domina a raça humana e o carater caiu em desuso
o livro poderia falar também sobre os pais, que coisas ensinam aos seus filhos: sejam verdadeiros, contem histórias reais mas também monstrem o que a imaginação é capaz de fazer.
poderia falar sobre religião, meio ambiente, consumismo desenfreiado e outras questões sociais, mundiais e planetárias.
'As coisas como elas não são.'
é um prato cheio para falar da politica, da fome, dos esporte, das guerras.
e no final do livro a conclusão seria a seguinte: O homem cheio de si pensou que dominaria o mundo e tudo o que nele há mas com a sua sutil ignorancia nunca imaginou que as coisas não são exatamente como ele pensa, sonha ou almeja, essas coisas o dominou de maneira má e insustentavel, tudo a sua volta se tornou frio e sem sentido. Suprimos a necessidade de poder (sim, digo suprimos pq eu também sou humana e cheia de mim) destruindo os outros ou pelomenos o resto que sobrou deles.
O amor não existe mais a unica coisa que sobrou foi o medo de sair para buscar o sustento e talvez não voltar mais.


Thais Allana Martins

Um comentário:

gabriela marques. disse...

No fim, a vida não é nada bela e todos estão cansados desta verdade. Mas somos escritores então devemos ser positivos; vamos criar uma bela visão do mundo... que tal dizer que Ele é mágico? Assim fica melhor de se viver; não acha?
Beijo.

Sigam - me os bons