quando a felicidade cabe em um frasco

Era uma vez um senhor de mais ou menos 65 anos.
seu rosto tinha uma feição cansada que disputava com a felicidade
seu trabalho era simples e pouco valorizado; ele apenas limpava o banheiro da rodoviaria da sua cidade
mas fazia com gosto, sorridente e o mais importante amava o seu trabalho
as suas palavras eram as seguintes: "Esse trabalho é tranquilo, legal e facil. Gosto do que faço."

Essa história é verdadeira, não sei o nome do senhor que lava os banheiros da rodoviaria da minha cidade mas eu o vejo todos os dias com o seu uniforme verde desbotado andando feliz e cantando perto do banheiro.

Eu fiquei pensando depois em algumas coisas relacionadas felicidade.
Tem tanta gente por ai que tem um exelente emprego, frequenta os melhores lugares e é infeliz
Aparentemente parece que esse senhor se contenta com qualquer coisa mas se observamos bem não é isso ele simplesmente vivi tudo o que lhe é proposto da melhor maneira possivel, tenta fazer o melhor com aquilo que dão a ele.

O que será que fazemos com o que nos dão?
Será que achamos pequeno demais para as nossas abilidades ou para os nossos dons?
Será que nada é bom o suficiente para a nossa capacidade de melhorar?

Acredito que aquele homem que limpa privadas em uma rodoviaria sabe mais da vida do que um dono de uma empresa, ele é mais feliz que um multimilhonario, ele entende mais as pessoas que um psicologo e faz mais pessoas sorrirem que um palhaço.

Ontem eu provei da hulmidade e do amor daquele homem.
Meu dia estava terrivel nada me fazia sorrir e esquecer o que estava acontecendo, e quando aquele homem passou por mim sorrindo e segurando uma vassoura eu fiquei feliz só por ver ele feliz.

E resolvi fazer tudo da melhor forma possivel.

Será que a sua felicidade é tão grande quanto a desse homem ou simplismente cabe em um frasco?


"Eis o meu segredo: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. Os homens esqueceram essa verdade, mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." (Antoine de Saint-Exupéry)

Um comentário:

Ariana disse...

Que história maravilhosa, serve de lição pra vida!

Adorei seu blog, e obrigada por seguir!

bjos

Sigam - me os bons