já foram dois

as vezes eu queria que você fosse apenas o silêncio da minha mente
um sussuro talvez
algo que não me incomodasse tanto durante o dia
e nem tirasse o meu sono a noite

aparentemente tudo em mim é traquilo
faço tudo com calma
e de alguma forma tenho prestado a atenção em tudo que me é necessário

mas quando escuto uma música
quando vou a algum lugar
quando encontro alguém
ou simplesmente quando tomo banho
você insisti em me atormentar

fala a verdade, você não tem outra coisa pra fazer?

por alguns instantes eu me satisfaço com a sua lembraça
depois de me fartar quero fugir

me torno tão contraditória por sua causa
me faço de boba
me viro do avesso
e acabo como uma criança que perdeu o brinquedo que mais amava
chupando dedo, fazendo biquinho e chorando durante a noite

hoje faz 2 dias, faltam 16
quanto tempo será que vai demorar para que essa abstinência passe?
que não demore passar de mim o sofrimento de me ver só
mas que JAMAIS passe a saudade, a lembrança e o amor.


Maricá, 21 de outubro de 2010.
22:10h

2 comentários:

Franck disse...

Há de passar...acredite na sua matemática!
Bjs*

Lily disse...

Força, moça!

A gente não morre disso não. Só fortalece.

Querida, virei bala, vá lá me ver...

Bjs!

Sigam - me os bons