outubro 1953

No meio de tanta coisa ruim, de tanta miséria e tanto desencontro, eis sua pintura, fresca como um sorriso de criança; sua pintura onde em casas singelas vivem seres simples e felizes; sua pintura onde, em frondes verdes, cantam sempre passarinhos.

3 comentários:

Lily disse...

Moça camaleoa,

Há um poder maior que cura o incurável.

Página nova novamente, acho divertido isso.

Um abraço.

Suzana/LILY

Gaby disse...

meu favorito...

Thais Allana disse...

nosso...

Sigam - me os bons